Deep Learning: O caso do Banco Bradesco

Ainda sobre o mundo Data Science e Aprendizado de Máquina, existe um campo que ganha cada dia mais notoriedade: Deep Learning ou Aprendizado Profundo.


Fachada banco Bradesco

Falamos en outra publicação sobre a “Lu” a Assistente Virtual da Magazine Luiza em mais um exemplo de boas práticas de tecnologia para o varejo e agora trazemos o caso da BIA – Bradesco Inteligência Artificial.


Afinal, qual a relação entre Inteligência Artificial (IA) e Deep Learning? Vamos lá:

Ambas fazem parte da ala da ciências da computação voltada para a criação de sistemas e dispositivos que emulem o raciocínio humano e permitem solucionar problemas de modo que decisões autônomas sejam tomadas.


Deep Learning entra como uma nova onda de aplicações mais promissoras da IA à tecnologia da informação. Cada vez mais estudos buscam aperfeiçoar o Deep Learning e a BIA é um exemplo desse processo.


O projeto do Bradesco contemplou um recurso que foi “treinado” para tratar de 62 produtos, adquirindo capacidade de responder 300 mil perguntas por mês.


Curtiu esse post? Se sim, curte, comente e compartilhe!

#falqon #retailanalytics #novovarejo